10 outubro 2012

criação de um Banco de Fomento Nacional

Google
Há 5 anos que escrevi isto.
Entreguei ao Dr. Portas. Resposta: nada!
Agora o PS e o Dr. Catroga propõem esta Solução para o Crescimento, como se fosse deles !
Ter UMA DIRECÇÃO do CDS de IDIOTAS ... CANSA ! Estou farto ! Há que mudar.

TEXTO da PROPOSTA: (incluída num texto mais vasto com o Titulo de "Re Industrializar Portugal - Uma Necessidade Estratégica")
Sendo eu da Direita Conservadora, e em consonância com esse posicionamento, proponho que:
- O Estado deveria tomar o papel de liderança na área do apoio a Novos Investimentos em Pequenas e Médias Empresas Industriais, sem nenhuns complexos, através
- Da criação de um Banco de Fomento Nacional, que poderia hoje ter a denominação (dados os complexos idiotas de alguns) de Banco de Desenvolvimento Português ou Banco da Industrialização de Portugal.
Essa Instituição Financeira deveria ter as seguintes Características:
- Capitais 100% Públicos
– Funcionaria como Banco de Análise/Correcção/ Implementação de Novos Projectos Industriais;
- Funcionaria como Banco de apoio efectivo, na empresa criada, nomeadamente nas áreas da organização e gestão dos novos empreendimentos, durante o período em que o empréstimo estivesse em vigor;
Isto é a nova empresa industrial financiada teria o acompanhamento de gestores (nomeados pelo banco para acompanhar e ajudar no nascimento da empresa e criar as condições do seu fortalecimento) para as áreas sensíveis (Estratégia, recursos humanos, organização e planeamento da produção, financeira e comercial);
- Após o projecto estar em condições verificadas de funcionar por si próprio e estar reconhecidamente sólido no plano da produção industrial, e nos planos económico, financeiro e comercial, o Banco retirar-se-ia do apoio á gestão.
Fonte de Financiamento do Banco
– Orçamento Geral do Estado;
- Mercado financeiro nacional e internacional, com o aval do Estado; ´
- Remuneração dos empréstimos concedidos;
Esta é uma medida fundamental, simples, e de efeitos benéficos para:
- a renovação industrial do País;
- a criação de emprego;
- a fixação de jovens e seniores, com boas ideias, bons projectos, mas sem dinheiro para os fazer nascer;
- para a criação de riqueza;
- para a regulação dos preços do dinheiro no mercado empresarial;
- para o desenvolvimento sustentado do País.
Foi um instrumento poderoso de industrialização do país.
Poderá e deverá ser novamente posto em marcha, dada a falta de vocação da Banca Privada.
É tempo de se acabar com complexos sem sentido,
É tempo de se acabar com complexos bacocos,
E aproveitar algumas boas lições do passado, que permitiram a Industrialização do País.
Há 5 anos que escrevi isto. Entreguei ao Dr. Portas. Resposta: nada!
Agora o PS e o Dr. Catroga propõem como se fosse deles !
Ter UMA DIRECÇÃO do CDS de IDIOTAS ... CANSA ! Estou farto ! Há que mudar.
melhores cumprimentos
Miguel Mattos Chaves
Enviar um comentário