06 março 2015

Muito incómodo? Pois ... mas FACTOS são FACTOS!

Por consideração pelos meus concidadãos e face a alguns comentários chocantes (para mim como Português) republico um artigo que escrevi.
...
o MAIOR ERRO de GEOPOLÍTICA e GEOESTRATÉGIA de PORTUGAL no Séc. XX - Para MEMÓRIA.
8 de Maio de 2012
...
  DESCOLONIZAÇÃO:
...
Portugal foi Vitima do Conflito Leste /Oeste e Vitima da COBIÇA sobre os Recursos Naturais existentes nas Ex-Províncias Ultramarinas (Ouro, Diamantes, Café, Algodão, Sisal, etc...)
Vamos então aos FACTOS:
...
(1) Em Angola, já não havia guerrilha digna desse nome desde 1968. O MPLA (apoiado por Moscovo) já só tinha quadros no exterior, a FNLA (financiada por Chineses e Americanos) estava reduzida a dois bi-grupos de Catangueses e a UNITA colaborava já com Portugal.
A guerra estava GANHA;
...
(2) Moçambique, com a Operação "Nó Górdio", a FRELIMO (de obediência Soviética) estava já práticamente confinada a pequenas faixas do Norte, refugiada na Tanzânia e em riscos de extinção completa (ver declarações do próprio Samora Machel de 1976). A guerra estava GANHA;
...
(3) Guiné - o caso mais complicado dada exiguidade do território e a cobertura do Senegal e da Guiné Conakri ao movimento terrorista alinhado com a URSS (PAIGC), que após a Independência Chacinou as tropas Locais que apoiavam Portugal e que Portugal abandonou cobardemente;
...
(4) São Tomé e Principe e Cabo Verde - NUNCA tiveram NENHUM conflito armado, nem solicitaram a Independência: foi-lhes dada por Sá Carneiro, Freitas do Amaral, Mário Soares e Alvaro Cunhal sem nenhuma consulta aos Povos;
NOTA: Em 2001, numa Votação da ASSEMBLEIA Nacional de S. Tomé o regresso à Soberania portuguesa perdeu por 7 votos;
...
(5) Timor - apesar dos múltiplos apelos da Indonésia para que Portugal não abandonasse o território pois "... não podemos tolerar um Regime Comunista nas nossas fronteiras...", os referidos políticos e o MFA, entregaram o Poder ao Partido Comunista Local (FRETILIM) abandonando todas as outras forças políticas e o Povo Timorense que queria permanecer Português;
...
(6) Macau - a cereja em cima do bolo: CONTRA a VONTADE do GOVERNO da CHINA, o General Ramalho Eanes decidiu fazer Macau integrar a China, o que consegui em 1998.
...
CONCLUSÃO: Portugal, apesar da Conferência de Bandung e do Movimento dos Não Alinhados, defendeu-se sempre no seu TODO dos interesses da URSS, EUA e CHINA;
...
Teve SEMPRE o apoio esmagadoramente MAIORITÁRIO das populações Negra, Branca e Mestiça dos Territórios Ultramarinos;
Portugal, e TODOS esses cidadãos do Ultramar, foi TRAÍDO na RECTAGUARDA por Políticos sem Visão de Estado, sem Patriotismo, sem percepção da GEOESTRATÉGIA e da GEOPOLÍTICA.
...
Em 1974 e já numa viragem da Política Externa dos EUA, o então Secretário de Estado Henry Kissinger afirmou numa Sessão do Congresso:
- "Portugal é essencial à estabilidade do Continente Africano, em geral, e em particular à estabilidade da África Austral..... ".
..
Portugal, foi assim RESPONSÁVEL pelo GENOCÍDIO que teve lugar entre 25 de Abril de 1974 e 11 de Novembro de 1975, (só em Angola morreram mais de 100.000 pessoas nesse período) com prolongamento em Timor até aos anos de 1990.
Os políticos, da altura, e os militares do MFA, destruíram a Vida de milhares de famílias Brancas, Negras e Mestiças, PORTUGUESAS.
...
Para que a MEMÓRIA NÃO se PERCA.
...
A HISTÓRIA fará o que os portugueses de agora não têm coragem para fazer: JULGARÁ SEVERAMENTE estes acontecimentos.
...
Um Povo que não respeita o seu passado ... não tem futuro.
...
Melhores cumprimentos.
Miguel Mattos Chaves
...
Á VOSSA REFLEXÃO
Enviar um comentário